“Abrace a Santa Casa de Cianorte”

doacoes SANTA CASA 20 07

doacoes SANTA CASA 20 07

Autoridades falam sobre movimento. Prefeitos da região serão convocados para reunião com curadoria da Fhisa.

 O pensamento do grupo que se uniu a cerca de 1 mês decidido a melhorar a condição de infraestrutura e atendimento da Fundação Hospitalar Intermunicipal de Saúde – FHISA é unânime: “Queremos pensar juntos a Santa Casa de Cianorte daqui para frente. Quem muito fala mal parece querer justificar sua ausência neste tão importante projeto”, concluíram os participantes em reunião para a entrega de verbas e discussão de planejamento ocorrida no dia 20/07, quando também foram discutidas a reformulação do estatuto da entidade de saúde, a implantação de uma auditoria externa para legitimar a real situação financeira e organizacional da instituição, e a necessidade de convocação dos prefeitos da região para assumirem suas responsabilidades junto à instituição de saúde.

Fazem parte dessa força tarefa para recuperar a estrutura de atendimento e a credibilidade da entidade de saúde, a Associação Comercial e Industrial de Cianorte, os Rotary Clubs, Lions, Lojas Maçônicas, Observatório Social, Conselho de Segurança, OAB Cianorte e Cianorte Clube.

 

Prefeitos da Região serão Convocados

Segundo a presidente da Santa Casa, será realizada uma reunião com os prefeitos da região, que engloba 13 municípios, onde todos serão convocados pela curadoria da Fhisa, a pensar em uma resolução para o impasse da verba federal que justifica a exigência de atendimento a tais municípios que hoje são atendidos; mesmo muitos não efetuando seus repasses para a Santa Casa. “O trabalho é longo, mas nós precisamos fazer. Diariamente recebemos pacientes de toda a região, mas as verbas que recebemos são insuficientes e muitos municípios se recusam a contribuir”, explicou a presidente.

Para o Deputado Jonas Guimarães a iniciativa já foi feita e a soma de forças trará um resultado positivo. “Onde há forças com energias positivas as coisas acontecem. Nós políticos devemos ser o elo de ligação entre a sociedade e o Estado. Reunir todos os prefeitos é necessário, e eles irão compreender isso. Acredito que todo governante eleito tem o intuito de prestar um bom serviço para deixar isso registrado em sua história”, opinou Jonas.

Para o empresário Edno Guimarães, da Avenorte, não se pode ignorar a necessidade de envolvimento de todos os setores e poderes da sociedade, para que a questão da Santa Casa seja resolvida. “Minha experiência como prefeito de Cianorte me autoriza dizer que uma ação como esta precisa da contribuição de todos, já que o interesse em melhorar a saúde de nosso município e da nossa região, também nos é comum”, disse Guimarães.

Para os representantes do projeto “Abrace a Santa Casa de Cianorte”, a princípio, deve ser feita uma conscientização com os prefeitos, caso não dê resultado é necessário discutir uma legislação que enfatize a obrigatoriedade de repasses para continuar garantindo atendimento aos municípios da região. “A Fundação é de natureza social, ela é da sociedade, e como tal ela deve ser administrada pela sociedade. Se a gente conseguir ter uma conversa franca com os prefeitos, eles poderão compreender que sua omissão pode prejudicar muitos cidadãos”, considerou o presidente da Acic Cianorte, José Claudiney Rocco.

Instituição passará por auditoria hospitalar externa

Durante reunião de entrega de verbas (20/07), a Presidente da instituição Dra Laura Neme, falou sobre a necessidade de se instalar uma auditoria hospitalar externa exigida pela justiça. “Nesta auditoria vamos esmiuçar contratos, dívidas por meio de uma instituição que deve ser livre de qualquer interesse para resolver e esclarecer a questão legal da Santa Casa”, explicou.

O Promotor de Justiça, e Curador da Santa Casa, Dr Júlio César da Silva, comentou que a solicitação da auditoria é necessária para identificar e saldar as dívidas essenciais da instituição. “Precisamos conhecer o real problema, sanear, e depois buscar sustentabilidade financeira, por meio de um planejamento estratégico com metas anuais”, explicou o promotor.

Também foi novamente discutida a alteração do estatuto que tem o objetivo de regulamentar a criação do Conselho Fiscal e permitir que o mesmo seja formado por membros das instituições que fazem parte da força tarefa para recuperar a estrutura de atendimento e a credibilidade da entidade de saúde.

Doações alcançaram valor necessário

Durante reunião (20/07), quando a Associação Comercial e Industrial de Cianorte reuniu a sociedade civil organizada para dar continuidade ao projeto “Abrace a Santa Casa de Cianorte”, a Fundação Hospitalar Intermunicipal de Saúde – FHISA, recebeu outra parcela da doação para a colocação do piso.

O valor total recebido em doações até o momento é de R$ 15.500 reais, que cobre o valor orçado da obra de troca do piso da ala do SUS da Santa Casa, caso não haja nenhum gasto imprevisto, durante execução da obra. No sábado as doações totalizaram R$ 7.700 reais: sendo uma doação do Grupo Blaszak de R$2.600 reais, sendo R$ 1. 300 reais das Lojas Blaszak e R$1.300 reais do Auto Posto Seis. Uma doação do Sicredi União no valor de R$ 2 mil reais. A Avenorte doou R$ 2.500 reais. A Loja Maçônica Tiradentes VIII fez doação de R$ 600 reais e o Sr. Ademir Barrini Vicent, que é azulejista, doou três dias de seu trabalho. Esses valores se somam aos doados anteriormente (11/07) quando o empresário Sergio Castardo, da Serallê Calçados, doou o piso; o empresário Carlos Alberto Dalla Costa, doou a argamassa e o rejunte; os Rotary Clubs Furquim de Castro e Cinturão Verde, Loja Maçônica Cianorte, Lions Clube e Acic Cianorte, já haviam antecipado suas doações, também de R$ 600 reais cada. Outra parte da doação foi recebida no dia 13 julho, quando o Rotary Club Cianorte; Loja Maçônica Filhos do Pelicano, Loja Maçônica Cianorte 116; e o Deputado Jonas Guimarães, fizeram suas doações: o deputado fez uma doação de R$ 3 mil reais e os demais concluíram as doações de R$ 600 reais acertadas anteriormente.

Para comemorar a primeira vitória do movimento “Abrace a Santa Casa”, os participantes estão organizando um abraço simbólico à FHISA, com data a ser marcada nos próximos dias. “Quando a gente fala desse novo movimento muitos se colocam na defensiva, mas acreditamos que ainda dá para ajustar a instituição a partir da parte boa que existe lá”, disse o presidente da Acic Cianorte, José Claudiney Rocco.

Compartilhar