Abrace a Santa Casa de Cianorte

Santa Casa

Santa Casa

Associação Comercial e Industrial de Cianorte – ACIC, realizou evento (05/06) de sensibilização da Sociedade Civil Organizada para discutir as condições atuais da Santa Casa e de que maneira todos podem contribuir com sua melhoria.

A Santa Casa de Cianorte esta passando por mudanças significativas em sua gestão. Com a nova administração da provedora daquela instituição, Dra. Maria Laura Neme, instituição busca recobrar credibilidade perante a sociedade cianortense, para isso deverá contar com um reforço extra: clubes de serviços como o Rotary, Rotaract, empresas privadas e Maçonaria, além do Observatório Social, se dispuseram abraçar a causa e ir em busca de recursos e soluções para a instituição.

De acordo com a presidenta, a Santa Casa tinha em dívidas até abril deste ano aproximadamente R$ 1,5 milhão, sendo cerca de R$ 544 mil de dívidas com médicos e quase R$ 950 mil de débitos com os fornecedores. Mas o valor aumenta a cada mês, uma vez que em cima do montante são calculados juros e multas. “Minha ideia é conseguir um empréstimo com a Caixa Econômica para quitar essas dívidas, tirar o nome da Santa Casa do Serasa e ter apenas uma conta para pagar, a do empréstimo. Já falei com o superintendente do banco e ele me disse que isso é possível”, confessou Laura Neme, ressaltando que “a ajuda na administração é indispensável e que quem tiver interesse em auxiliar nessa negociação será bem vindo”.

Convidamos toda a sociedade para se mobilizar em prol desta causa tão justa.

Segundo dados apresentados pela presidenta da fundação, a arrecadação mensal do hospital é de cerca de R$ 1,1 milhão, sendo pouco mais de R$ 1 milhão proveniente de convênios, da Nefroclínica e de atendimentos particulares e R$ 70 mil do HospSus. “Se conseguirmos colocar as contas em dia, voltamos a ter credibilidade com os fornecedores e podemos lutar por melhores preços. Para se ter uma ideia, temos de entrada mensal quase R$ 980 mil e de saídas pouco mais de R$ 935 mil. Então é possível tornar a Santa Casa uma instituição forte”, observou, lembrando que não é porque a Fundação é filantrópica que ela não pode render lucros. “É com esse lucro que podemos investir em novos equipamentos, em melhorias para a saúde. Esse dinheiro não vai para o bolso de ninguém, vai para o hospital”, frisou.

Resultados

O principal objetivo da apresentação foi a real situação do hospital, mas para surpresa de todos, a reunião organizada pela Acic, já rendeu bons frutos; um novo piso para a parte inferior do prédio já foi garantido pela empresa Serallê Calçados e pelos clubes de serviço, Acic Cianorte e maçonaria presentes. “Sou da opinião que devemos que parar de discutir as causas pelas quais a Santa Casa de Cianorte chegou a este estado ruim em que está, e começar a buscar soluções”, disse o empresário Luiz Sérgio Castardo, proprietário da Serallê.

Também na reunião, foi discutida a necessidade de informar a população sobre as boas intenções da Santa Casa elevando sua credibilidade para facilitar a busca de recursos. “Quando se fala sobre a importância da Santa Casa para Cianorte todos concordam que é necessário fazer alguma coisa, o discurso está na ponta da língua, mas na hora da ação muitos fogem. Nossa atitude conjunta de hoje com a doação do piso convida a toda a sociedade para se mobilizar em prol desta causa tão justa e necessária”, finalizou o presidente da Associação Comercial e Industrial de Cianorte, José Claudiney Rocco.

Nos próximos dias uma comissão permanente será formada para acompanhar a gestão da Santa Casa de Cianorte, com a finalidade de traçar um planejamento estratégico das próximas ações. Interessados devem procurar a Acic Cianorte para outras informações.

Compartilhar