NOTA DE REPÚDIO - NÃO DÁ PARA ACEITAR A FARRA DO FUNDÃO - ACIC Cianorte

NOTA DE REPÚDIO – NÃO DÁ PARA ACEITAR A FARRA DO FUNDÃO

NOTA DE REPUDIO NAO DA PARA ACEITAR A FARRA DO FUNDAO

NOTA DE REPUDIO NAO DA PARA ACEITAR A FARRA DO FUNDAO

Por meio de sua diretoria, a Coordenadoria das Associações Comerciais e Empresariais do Norte e Noroeste do Paraná (Cacinor) repudia veementemente a aprovação da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) para 2022, que ampliou o fundo eleitoral para o valor de R$ 5,7 bilhões.

Foram 278 votos a favor, 145 contra e uma abstenção, do deputado Toninho Wandscheer (Pros-PR).

Em tempos de pandemia, espera por vacinas contra covid-19, recessão e reinvenção econômica com ares de sobrevivência que permeiam os lares de milhares de centenas de famílias brasileiras, é inadmissível a chamada Farra do Fundão e essa total falta de empatia para com o povo brasileiro, ato de escárnio e desrespeito e que precisa ser, mais do que criticado, banido do território nacional o mais urgentemente possível.

Direcionar quase R$ 6 bilhões para o fundão é inadmissível! Dedicar dinheiro público para partidos políticos e candidatos a cargos que estarão em disputa nas eleições de 2022 é uma absoluta incoerência, insanidade causada pelo poder e seus sintomas inebriantes, os quais servem apenas para o benefício próprio de uma casta privilegiada, que legisla em causa própria e que busca, sob qualquer preço, manter o status quo, a geração de riqueza e perpetuação do poder passado de geração em geração familiar.

É hora de dizer um basta, a sociedade civil não aguenta mais tanta incredulidade. A iniciativa privada segue sufocada e totalmente desmotivada para retomar a aceleração econômica do País. Enquanto isso, políticos perversos fazem do bem público uma alternativa de carreira esdrúxula, imoral e altamente lucrativa.

Com muita força, a Cacinor recomenda que todos os empresários e comerciantes da região não se esqueçam dos nomes dos deputados que votaram favoravelmente à farra do Fundão, principalmente em 2022, quando chegará a hora de todos nós mostrarmos a nossa indignação em frente à urna eleitoral.

A Cacinor também clama para que, por conta do descaso envolvendo a baixeza do ato de aumentar o fundo eleitoral para quase R$ 6 bilhões, o presidente Jair Bolsonaro VETE o projeto que define a LDO do ano que vem.

Crédito da imagem: Pablo Valadares/Câmara dos Deputados
Fonte: Assessoria de Imprensa Cacinor

Compartilhar